1 de março de 2008

vá.


amordaçada e enterrada. não venha acordá-la novamente. ela está dormindo, dopada. não venha querer reanimá-la, não venha. está tudo bem assim.
ela está morrendo mas não faça esforço para salvá-la, está bem assim. não a salve no último minuto, ela não quer mais ser salva, ela não o quer mais. ninguém mais a quer, deixe a morrer. a terra não tem mais forças para sustentá-la, não há mais força nela: está seca. lágrimas a molharam por um tempo, mas desde que foram secadas, a flor está a morrer. e já deveria ter morrido. daonde vem sua insistência? só não faça regarem-na novamente. não.
os gafanhotos consumiram tudo o que plantou. a flor está a morrer. agora, novas plantas nasceram, e mais bonitas. muito mais bonitas, muito mais coloridas e alegres. e sua flor não vai permanecer lá por muito tempo. vá, vá embora. não venha salvá-la, por favor.


-má.

2 comentários:

Nanda disse...

Eu tava assim... morrendo e não querendo que ninguém me salvasse.
Mas passou, ainda bem... porque se não eu ia morrer, e ninguém ia me salvar.

;*

Gabriela Vasconcelos disse...

Gostei, e te linkei, tudo bem?