9 de setembro de 2008

estória.


como eu queria que alguém me visse no meio dessas linhas. se alguém entendesse aquela palavrinha ali. aquela frase na verdade era... bom, deixa pra lá. você provavelmente já esqueceu, não é? é tudo meio fantasiado. você nem se lembra mais o que eu disse, e não se preocupou em me estudar. difícil de entender. você me leu, mas não me estudou. se você pelo menos visse, era só abrir um pouquinho mais os seus olhos... era só olhar um pouquinho mais a dentro... enxerga agora? não, claro que não. é difícil ver além de palavras. o significado está muito encoberto... ah, talvez nem mesmo ler você tenha feito. mas eu estou aqui. e a charada cabe a você descobrir. realmente não é fácil, eu sei. mas eu pensei que pelo menos você pudesse entender. porque na verdade era só você que eu gostaria que entendesse. aos outros podem ser simples parágrafos com certa... com uma estória. não me importa mais.
- má.

2 comentários:

Nanda disse...

"como eu queria que alguém me visse no meio dessas linhas."
esse post também é meio que parecido comigo, eu acho. porque pra dizer a verdade, eu só li, não estudei. :P e as vezes eu fico pensando isso também... po, as pessoas interpretam tudo errado que eu escrevo, eu falo do porco mas na verdade quero falar da galinha. eu nem sei se é disso que você tá falando, mas eu interpretei assim :D queria que alguém me entendesse por completo em cada vogal que digo... que realmente soubesse o que tá se passando e etc :~ e não é qualquer alguém, é só um alguém. ;/
e não se preocupe! meu abandono não dura muito... heioahea, daqui uns dias ja apago o post e to de volta. :]
e você faz/fez intercambio ne? depois você me conta as novidades e como foi pelo blog?! estou convencendo mamis, e apesar de ser daqui uns 2/3 anos já estou bem anciosinha :D
:*

Fernanda Rodrigues disse...

nossa, quantas vezes eu já senti isso que vc expôs no texto!
quantas vezes eu já quis que alguem me entendesse só na sutileza!

adorei, achei super original e bonito :]

beeijo :*