29 de junho de 2008

fora de alcance.

a criança olha a bola. ela esta em cima da árvore e não há o que o menino, tão pequeno, possa fazer. e a bola não se move. ele tenta alcançar com um pau, uma escada, uma pedra, um sapato! mas em nada tem sucesso. e a bola não se move. talvez se ele fosse alguns centímetros mais alto... quem sabe!...
fora de alcance.
o gato sobe na árvore, passa pela bola, indiferente. vai na ponta do galho, ao máximo que consegue, mas ainda não alcança a janela. e a torta não se move. seu cheiro chega ao gato, ele pode quase sentir seu sabor. mas não pode prová-la. o cheiro lhe enche de desejo, parece tão deliciosa, mas... tão distante, a torta não se move. quem sabe... se o galho fosse mais longo!...
fora de alcance.
a criança não alcança à bola, nem o gato à torta. a criança vai à cozinha e come da torta, não gosta e dá pro cachorro.

- má.

6 comentários:

marina; disse...

desculpa, se nao respondi comentarios, eh por falta de tempo :((( ta tudo muito corrido pra mim, obrigada a quem comentar :) e muito agradecida a quem me linkou :)))) beijos :*

Nanda disse...

adorei a historinha :))

Gabriela .-. disse...

O cachorro é que ganha.

[O gato sobe na árvore e brinca com a bola. Não gosta e joga para o cachorro.]

- Não tem problema não, eu adoro o seu blog. ;**

Leandra Postay disse...

Muita coisa na vida sempre estará fora de alcance.
Paciência.
A gente compensa como pode.

Anna disse...

Oiee, o texto é muito legal e engraçado... coitado do gato!... É mesmo Fora de Alcance.hehehe ^^

P¹: Adorei aqui...

Beijoss Ana

- Sam ;9 disse...

é sempre assim, o que pra um é valioso, nem sempre é pro outro. ;)